• Newbrand

Cinco startups que usam animais em suas logomarcas


Características físicas e psicológicas de bichos são usadas para fixar imagens na mente dos clientes.

Muitas startups estão apostando em animais como logomarcas para identificar suas empresas com as características físicas e até psicológicas dos bichinhos. O objetivo, também, é fixar imagens familiares na mente de seus clientes, mostrando o que os animais simbolizam para suas empresas. Separamos cinco marcas que fizeram essa aposta. Confira!


Loggi - serviço online de entrega expressa por meio de motofrete e bikes.

O coelho remete aos conceitos de velocidade e agilidade sugerindo a ideia de expansão, já que é um animal que se multiplica rapidamente. Ele também está ligado ao conceito de mensageiro, como o coelho branco descrito por Lewis Carrol, em Alice no País das Maravilhas.


Freelancer – plataforma para interação entre trabalhadores autônomos e empregadores.

O pássaro representa a liberdade de ir de um lado para o outro, como a que o freelancer tem. O formato em origami representa a capacidade de transformação contínua e adaptação às necessidades do momento.


Whisgo – plataforma digital para troca de experiências e consulta de informações sobre viagens, destinos, roteiros e lugares.

O vaga-lume se faz notar e é especial pela luz que emite, marcando ao longo do seu voo o percurso percorrido. Imaginamos o viajante que utiliza o Whisgo como o ponto de luz, nosso vaga-lume, que vai marcando no mapa os lugares por onde passa durante suas viagens, tornando a experiência muito mais significativa e também marcante no mais amplo sentido.


Peixe Urbano – empresa brasileira de e-commerce local.

O peixe é um animal que muitas vezes nada em grupo ou como parte de um cardume. Ao escolher o nome da empresa, imaginamos um lindo e alegre cardume nadando livremente e explorando novidades ao seu redor, no nosso caso, explorando o “melhor da cidade”, remetendo a urbano. A junção das duas palavras Peixe Urbano gera curiosidade por ser um nome inusitado. A estratégia deu certo e, em pouco tempo, a empresa já havia se tornado um dos nomes mais conhecidos da internet brasileira.


Seed - empresa de inteligência de dados de consumo no mercado de varejo tradicional.

Através de seu olhar estereoscópico, o camaleão capta informações do seu habitat. Muda sua cor, ora colorido, ora cinzento. Transforma-se e se adapta. A marca da Seed foi criada a partir dessa essência: o círculo colorido possui as diversas cores do camaleão, a forma circular e fisiológica da íris, e possui seu centro vazado, que serve para olhar e ser visto. É uma empresa que consegue enxergar, por meio de seus recursos, o passado, o presente e o futuro simultaneamente, como o instinto de sobrevivência do camaleão.

Fonte: Propmark

#Branding #Marcas #Conceito

12 visualizações
Newbrand Comunicação, branding, design